Anita Vai ao Mel 53

Esta semana, destaques para o malhão dos Jacuzzi Boys (na foto), novas dos Parenthetical Girls, Cass Mcombs, Nicolas Jaar e Modeslektor com Tom Yorke.

DOWNLOAD

Vodpod videos no longer available.

Entre outras insistências conheçemos o post-punk encardido dos Soft Moon e recebemos como  convidado Samuel Velho, que nos sugere 20 minutos de introspeção relaxada, com escada de emergência só invisível no clímax. Podem acompanhar as viagens psicadélicas mais ou menos regulares do Samuel Velho no blog Absolutely Curtains e, quem sabe, encontrá-lo a passar musicatas em vários bares de Lisboa.

Para download e stream, tracklist no Mixcloud e idtag do mp3.

Anita Vai ao Mel 50

DOWNLOAD (83 mb, zippyshare)

Vodpod videos no longer available.

Esta semana, novas para Maria Minerva, Grimes, Andrew Bird e novo remix de luxo para Video Games de Lana del Rey, por Balam Acab.

Espaço para algumas recordações, heads up para o concerto dos HEALTH já amanhã (22) via Jameson Urban Routes e uma selecção de covers de luxo para quem gosta de sofrer à antiga.

Para stream e download, tracklist aqui no Mixcloud e no id3tag do mp3.

 

Like this on Facebook

Anita Vai ao Mel 26

Nova semana, nova sessão na Autónoma.

Neste programa fala-se de David Bowie, Micachu and The Shapes e dos novos eps de MGMT e Parenthetical Girls. Ouve-se disco e dubstep, fazem-se recuerdos indie e dizem-se disparates.

Lá pelo meio ainda há tempo para descobrir coisas interessantes como Leo Cavalcanti, brasileiro de nome questionável meio desconhecido pela Europa mas a editar álbuns do ano no país natal.

Podem sacar a sessão aqui, checkar o stream já aqui na senhora em baixo ou ouvir na Radio Autónoma às quintas e domingos à noite e sextas à hora do almoço.

DOWNLOAD

Vodpod videos no longer available.

Esta semana testamos o Mixcloud. Digam de vossa justiça.

Continue reading

Parenthetical Girls – The Common Touch (video)

O dia está mais que marcado, mas felizmente há sempre um comic relief.

Os Parenthetical Girls lançaram novo vídeo, desta vez  como moldura para a faixa de abertura do EP Privilege pt. IIThe Common Touch.

O vídeo, como é costume com esta banda, tem o seu quê de vergonha alheia e consiste  numa performance mal dançada em plano sequência, realizada por Guy Wagner e coreografado por Allie Hankins É de certa forma bonito, pois é giro ver gente talentosa e tão jovem a ser jovem e talentosa sem problemas de consciência.

Já com Common Touch, o caso é bem diferente. Sinto-me um bocadinho culpado por não a ter incluído, assim como todo o  EP, na listinha de melhores de 2010. E não o fiz porque sempre achei que o prazer de ouvir as composições pop barroca destes tipos fosse uma coisa mais pessoal que realmente meritória.

Mas que se lixe isso. Privilege pt II foi um dos melhores EPs de 2010, e The Common Touch seria um dos seus grandes singles, não tivesse saído só agora. Agora dancem para mim.

Anita Vai ao Mel 15

Este confesso que me deu mesmo muito prazer. A semana foi boa em termos musicais, cheia de triunfos de bandas já com provas dadas como os Belle & Sebastian e Deerhunter, de descobertas refrescantes como a de Darwin Deez e ainda verdadeiras surpresas, na edição de Sunburst do Rustie e a junção de esforços entre Jamie Stewart (Xiu Xiu) e Jonathan Meiburg (Shearwater).

Os bons continuam bons, assim regressam Parenthetical Girls e Diamond Rings para mais uma leva de sons, acompanhados de OVNIs como os Bonjaynuma excelente releitura do meu tema preferido do ultimo Caribou – e Arc Light, no momento mais místico/whatever da sessão.  Ainda fica tempo para algum dubstep quase velha guarda, para um dos melhores remixes do ano e para o regresso não regressado dos enormes Stereolab.

Por razões que me ultrapassam, a placa de som (ou o microfone) resolveu(ram) o seu problema sozinhos e sem consulta, pelo que o som está consideravelmente melhor, pelo menos ao meu ouvido. E tudo isto enquanto subia mais um mineiro! Dias bons…

Ah, e já falei da vinda de Owen Pallett e Janele Monae a Portugal em Dezembro?

Já? Ok.

Podem streamar o Anita Vai  ao Mel #15 (60 minutos) aqui em baixo, ou fazer download directo e rapidíssimo AQUI (zippyshare). Thank you.

1.Bonjay – Jamelia
2.Stereolab – Sun Demon
3.Diamond Rings – Wait And See
4.Arc Light – Shift Now
5.Rustie – Neko
6.Darwin Deez – Constellation
7.Darwin Deez – The City
8.Bassnectar – Underwater (feat.Tina Malia)
9.Blue Water White Death – Song For The Greater Jihad
10.Deerhunter – Revival
11.Deerhunter – Desire Lines
12.Eluvium – The Motion Makes Me Last (Four Tet Remix)
13.Parenthetical Girls – Present Perfect (An Epithalamium)
14.Belle & Sebastian – I Can See Your Future

Ah, pois, é verdade… Coiso.

Anita Vai ao Mel #14

A edição desta semana do Anita começa com um single meio perdido do século passado (Gold Panda – Quitter’s Ragga, 2009) e termina com um mais actual (David Bowie – TVC15, 1976). Creio ser o efeito dos clássicos,  por mais antigos que sejam, estão sempre a um post no facebook de voltarem a toda a playlist, embora neste caso o catalisador seja a reedição comemorativa de Station To Station, já disponivel nas lojas a um preço aceitável para uma edição de três CDs. Para quem não é fã e/ou não conhece, deixe-se de tretas, corra a uma loja de cds usados e adquira a edição normal, com a nossa garantia de que a sua vida irá melhorar.

Quanto ao nosso programa, tem como especiais destaques as eminentes edições de Philarmonics de Agnes Obel e Special Affections de Diamond Rings. De Obel já se falou por aqui, e falar-se-á com toda a certeza mais tarde. Já Diamond Rings, o projecto a solo de John O, estreia-se aqui na sanzala com dois temas do seu viciante primeiro rebento  Special Affections, uma viagem ao lado soturno do electro de guitarras. E não vou tentar engavetar mais o som do projecto, não deve ser complicado mas não me apetece, dêem uma ouvida pelo myspace.

Fora os grandes destaques, temos uma semana recheada de novidades: novo single para os Parenthetical Girls e para os Cassius, novos sons para Flying Lotus, John Vanderslice, Mark Ronson e Eskmo, para além de “descoberta” dos MIT. Lá pelo meio, clientes habituais como o novo ep de Owen Pallett e  o álbum de remisturas para A Sufi and a Killer, de Gonjasufi, quase a rebentar.

Podem streamar aqui em baixo, ou fazer download directo do Anita Vai ao Mel #14 (zippyshare)*

1.Gold Panda – Quitter’s Raga
2.Cassius – I ❤ U So
3.Parenthetical Girls – Young Throats
4.MIT – Kopf Ein
5.Flying Lotus – Jurassic Notion/M Theory
6.Mark Ronson And The Business Intl – Bang Bang Bang Featuring Q-Tip, MNDR
7.Diamond Rings – Something Else
8.John Vanderslice – I’ll Never Live Up To You
9.Agnes Obel – Just So
10.Agnes Obel – Brother Sparrow
11.Owen Pallett – Honour the Dead or Else
12.Gonjasufi – Candylane (Bibio Remix)
13.Eskmo – Gold & Stone
14.Diamond Rings – You Oughta Know
15.David Bowie – TVC15

*rápido como uma flecha, digam coisas caso não obtenham os mesmos excelentes resultados. Seriously.

Parenthetical Girls – Young Throats (video)

Já cá canta, saliva e muda de roupa o novo EP dos Parenthetical Girls. Segunda parte da saga Privilege, este conjunto de mais quatro canções tem como single de apresentação Young Throats, da qual apresentamos o vídeo.

Muito mais interessante que o que se passa naquele bosque (what’s wrong with her faace?) é a escolha do single: talvez o tema menos parenthetical dos parenthetical, Young Throats é o ultimo álbum dos Editors se eles tivessem falsete e personalidade. Um tema refrescante e, melhor que tudo, apenas um OVNI num EP que ainda cultiva tudo aquilo que faz dos Parenthetical Girls uma das mais interessantes bandas da indie mais “exigente”.

Depois de Evelyn McHale, em apresentação do primeiro EP Privilege, Pt. I: On Death & Endearments, fica Young Throats, de Privilege, Pt. II: The Past, Imperfect.

Vodpod videos no longer available.