The Soft Moon – Die Life (download)

Total Decay do projeto solo The Soft Moon não soou exatamente ao que o título e curriculum do seu autor prometiam. Antes um envolvente e contínuo grito por autonomia – aos nossos ouvidos- , aquele que foi um nossos EPs favoritos do ano passado vai ter sequela a 30 de Outubro pela Captured Tracks. Die Life é single de apresentação de Zeroes e propõem visões de Luis Vasquez (na foto) a percorrer os desertos do Arizona num descapotável movido a leite azedo. Bom e seguro entretenimento à antiga, para stream e download.

Light Asylum – live @ KEXP (video)

Ainda a flutuarem na boa receção de um dos nossos discos favoritos de 2012, os Light Asylum foram dar uma borla do seu espetáculo em palco aos estúdios da KEPX, onde entre passeios de boas t-shirts e um relembrar que vivemos numa sociedade machista mostraram também porque são dos duos mais requisitados deste ano. Influências à distância dum bolso e uma atitude revigorante fazem um projeto, juntar-lhe uma voz assim faz magia a conferir na integra da sessão KEPX, já aqui.

Chromatics – Kill For Love (stream)

Os Chromatics sempre foram mais sobre estados de ânimo do que sobre canções, mesmo quando estas seguiam uma estrutura mais convencional. Talvez razão para o pânico na minha primeira reação a Kill For Love, já pela Italians Do It Better: uma hora e meia de material, em 17 faixas, grande parte delas canções, nenhuma delas particularmente excecional? Novas orientações são sempre fantásticas, mas vírus m83 é beri-beri.

Felizmente surgiu agora um stream um pouco diferente do habitual, que não nos permite ouvirmos o álbum faixa-a-faixa (método absolutamente mortal para Kill For Love, na minha opinião) mas que obriga a uma audição seguida, com cortes onde quisermos e não onde o final do tema mandar. E aqui sim, creio estar a perceber onde a banda de In The City queria chegar: queria chegar a In The City, mas pelo caminho turístico. Alinho, atestemos lá o depósito para mais uma viagem noturna pela cidade, desta vez a contar com passagem pelos subúrbios.

Chromatics – Back From the Grave (video)

O iminente mas sempre adiado novo LP para os Chromatics continua a lançar olhinhos aos fáceis mais impacientes, agora com novo vídeo para a saudável Back From the Grave. O vídeo é um caleidoscópio posto em movimento por Alberto Rossini, e serve para pelo menos recuperar a imagética cativante do grupo, que não coloca nada original cá fora desde 2010. Kill For Love teria sido perfeito no 2011 de Drive ou seria overkill? Está a janela a fechar-se outra vez para o grupo de Oregon? A ver…

Anarchicks – Look What You Made Me Do (stream)

Cá fora o debut de um novo projeto português que, baseado nos quatro temas de Look What You Made Me Do! será a ter debaixo de ouvido mesmo que essa expressão não exista. As Anarchicks são Pris, Ana, Helena e Catarina, cada uma delas com vários projetos no CV o que faz das Anarchicks –  que decidiram formar em 2011 –  uma espécie de super-grupo do underground português.

Basta ouvir o stream agora disponível via editora Sound101 do EP de estreia para conferir as influências dos vários projetos a estudar caminho para um som total, mas no processo deixando cair um conjunto de boas malhas a quatro cores, que serão apresentadas ao vivo já nos dias 9 no Março Jovem no Seixal e em Lisboa, dias 10 e 21, no Off/cina e Roterdão respetivamente.

Dylan Ettinger – Wintermute (video) NSFW

Dylan Ettinger prepara o lançamento de Lifetime of Romance para Março com novo vídeo para Wintermute, faixa enorme que já abriu o Anita em sessão distante de 2011. A peça realizada por Melissa Cha serve entre encargos promocionais para provar que o cold wave é e nunca deixará de ser peitos descobertos e batom preto, de preferência juntos mas não obrigatoriamente, e mesmo que o homem ao sintetizador se pareça com aquele teu primo com problemas. True story.