Update Concertos: Class Actress, Joy Orbison, TheeSatisfaction, Matana Roberts, The Magnetic Fields, Julia Holter

Negligência é um conceito com forte domínio aqui no blogue. Esta semana então tem sido um fartote. Mas nenhuma secção teria tantos elementos para uma denuncia forte aos Serviços Sociais como a da Agenda de Concertos, a fila ao alto de caras e expressões que popula quase toda a margem direita da página. Urge fazer uma limpeza, pois cá vai.

Class Actress + El Guincho (23 de Março, Lux)

Estreia em Portugal da banda de Harper, Richardson e Rosenthal, ainda em promoção do ultra-glamoroso Rapprocher. El Guincho diz que é giro.

.

Joy Orbison (13 de Abril, Lux)

Embora não tão em chamas como em 2010, Joy Orbison continua a ser um dos nomes essenciais do pós-dubstep/future garage/bass culture cena. O regresso ao Lux será ideal para lhe testar o vigor.

.

TheeSatisfaction (17 de Abril, ZDB)

Apadrinhadas por Shabazz Palaces e por algum hype comedido mas eficaz, o duo de Seattle estreia-se em Portugal em promoção de wE naturalE. Soul e r&b feitos arma de arremesso, para pular na ZDB.

.

Matana Roberts + Filipe Felizardo (28 de Abril, ZDB)

E é também na ZDB que encontramos o primeiro grande destaque desta coleta. Matana Roberts é, entre carradas de outros álbuns e colaborações, autora do ultimo grande vício cá por casa, o abrasador Coin Coin Chapter One. Fazendo parte duma saga em 12 capítulos, é possível que nos seja servida a parte dois – para audição na NPR – ou quem sabe mesmo a três, da qual pouco ainda se sabe. Free Jazz firmemente conceptual – felizmente para nós incultos –  numa noite em que se espera o melhor horror.

.

The Magnetic Fields (1 de Maio na Casa da Musica / 2 de Maio no Teatro Maria Matos)

Stephen Merrit e banda voltam a Portugal para duas datas em Lisboa e no Porto, em apresentação do ultimo Love at the Bottom of the Sea. Prognóstico: 56 temas em 120 minutos.

.

Julia Holter (20 de Junho na ZDB, 21 de Junho no Centro Cultural Vila Flor)

Se seguem o blogue entenderão que esta seja a grande notícia desta primeira metade do ano, por aqui. Julia Holter estreia-se em dose dupla no nosso país, mesmo a meio da digressão Ekstasis, e ainda com o magistral Tragedy de 2011 a esfriar. Momento topo, Portugal no circuito, está tudo bem.

Encontramo-nos por aí…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s