Branches – Canção Para o Luís (video)

Nem todo o drone tem de ser punitivo, ou assim parece querer provar Pedro Rios, ou Branches. O projeto português teve duas cassetes lançadas este mês, Primeira Vez pela Triple You Tapes –  que podem ouvir, babar e comprar abaixo –  e Ninguém É Como Tu pela Solid Melts, de onde brotou esta Canção Para o Luís.

O vídeo, montado pelo próprio, é uma pizza de memórias que acaba antes do tempo, antes de terminarmos o copão de coca-cola que achámos boa ideia mandar vir, mas que acaba intragável e cheio de gelo. Apanhem as Tartarugas-Ninja em combate inglório com uma liquidificadora e Earthworm Jim a lançar vacas para o espaço entre os tons teimosos mas convidativos deste projeto a ter debaixo de olho.

Anita Vai ao Mel 62

DOWNLOAD

Vodpod videos no longer available.

Aguardam-se a saída de uma quantidade interessante de novos álbuns, todos de pesos relativamente pesados no nosso pequeno mundo. Para além de Paralytic Stalks dos of Montreal (que ficou de fora esta semana), preparamos as vidas e poupanças para Visions de Grimes, o LP de estreia de Lana del Rey, o novo rant de Xiu Xiu e a rendição ao psy de Cate Le Bon(na foto). Atenção ao ainda longínquo novo dos Lower Dens que para já nos ofereceu o grande single da semana, a viciante Brains.

Antes da homenagem a Etta James e entre desfiles de alguns dos melhores remixes do ultimo meio ano, o mix fervoroso de Pedro Arnaut (do Rua de Baixo e Central Musical, co-autor do blogue À procura da perfeita repetição), que tem para nós uma pequena amostra do melhor que se ouviu da produção hip pop nacional do ultimo mês e qualquer coisa, bem recheada com glórias internacionais. 23 minutos de flow irrepreensível, a conferir aqui em exclusivo.

Tracklist

Kate Bush – Eider Falls at Lake Tahoe (video)

Nova animação para um segmento de 50 Words for Snow, o novo álbum de Kate Bush para o final de 2011. Seguindo apenas o tom da tragédia contemplativa que é Eider Falls at Lake Tahoe, esta animação prima pelo que consegue contar com tão pouco, simplicidade que atraiu Kate Bush à técnica das sombras-marioneta desde o inicio.

Gostamos igualmente que seja o primeiro vídeo-excerto da coleção que poderia facilmente caminhar sozinho, pela “auto-conclusividade” e simples duração.