LCD Soundsystem – All My Friends [in Lego] (video)

Wow, como é que isto esteve escondido um mês sem ai nem ui?

Autoria de um tipo que assina no twitter como Close_watcher, surge-nos uma versão do vídeo original de All My Friends (clássico dos extintos LCD Soundsystem) totalmente feita em Lego.

E desenganem-se se esperam um stopmotion manhoso filmado a camcorder: este é aquele tipo de trabalhos que conseguem empregos. Confiram aqui o original.

(Via Prefix)

Aquaparque – Ultra Suave (video)

Vi e conheci os Aquaparque no Musicbox, numa inesperada abertura para os Mount Kimbie. Fiquei dividido mas curioso: se as suas tentativas de aproximação a uma pop mais funk me passaram ao lado, já as verdadeiras sessões de hipnotismo de algumas faixas – como num duo de Maria Minerva e João Peste  – não me deixaram esquecer o nome destes tipos de Santo Tirso.

Mas isto são histórias ao vivo. Estreado agora o single Ultra Suave para o álbum Pintura Moderna, vejo que em disco o funkinho se transforma em restos de bom jantar chillwave, a batida intensa continua a discutir com a viola (nada mais lisboeta que esta guerrinha de comadres) e que as palavras sabem muito, muito melhor. Ah, e que  poseurs experimentais ou não, estes tipos sabem de facto escrever uma boa canção pop.

Vídeo de Manuel Pereira.

Björk – Crystaline (video)

A relação de Björk com Michel Gondry assalta-me os sonhos desde puto. Os pesadelos estarão para ficar, face ao novo híbrido stop-motion do francês: Björk numa bola de espelhos primordial, a destruir e criar pequenos mundos de cristal enquanto se move no ritmo de uma disco-dancer sexagenária.

Biophilia sai a 27 de Setembro.

Anita Vai ao Mel 43

Faz-se pausa na constante visualização dos feitos do guerreiro a quem o medo não assiste para deglutir a seleção desta semana (a penúltima antes das férias), que tem como destaques novos singles de Björk, M83 e o regresso de Eleanor Friedberger (na foto).

DOWNLOAD

Vodpod videos no longer available.

Esta semana ainda temos, entre algumas recordações, a celebração do reinado de Machine Drum, que continua a fazer lançamentos à esquerda e direita, (todos triunfos) e novos sons para Balamb Acab.

Conhecemos os The Glitch Mob e os Ceremony e banhamo-nos em remixes de faixas de Radiohead, Laurel Halo, Blonde Redhead e The Touch por gente como Actress, Gayngs e Mark Pritchard.

Podem fazer download ou stream aqui mesmo, ou acompanhar na Radio Autónoma no horário do costume (ver caixa).

Continue reading

Hooray For Earth – Sails (video)

Vídeo críptico e semi-desconcertante para Sails, uma das faixas enormes de um dos álbuns favoritos do ano aqui no Anita, True Loves dos Hooray For Earth.

A protagonista é Madeline Zima, a Mia de Californication. Isso deveria ser chamariz suficiente para este pequeno filme de David Parker & Cole Schreiber, o enredo labiríntico e a pop perfeita deste single só o torna obrigatório.

 

Segundo a data de upload, este vídeo já estará online há 24 dias, escondidinho lá bem fundo nos arquivos do Vimeo. Cabeças deveriam rolar…

 (via Stereogum)

M83 – Midnight City (stream)

Chovem as boas noticias. M83 –  ou o francês Anthony Gonzalez – está já a preparar o lançamento do seu novo trabalho, desta vez um portentoso duplo álbum de nome Hurry Up, We’re Dreaming. A faixa de apresentação Midnight City já está para audição, aqui mesmo.

Podem fazer download da faixa, contra endereço de email, logo na página de M83.

Vodpod videos no longer available.

O álbum sai a 18 de Outubro e felizmente a participação de Zola Jesus  estará confinada apenas à faixa de abertura.

Via Prefix

Beastie Boys – Don’t Play No Game That I Can’t Win

Mais um! Os Beastie Boys acabaram de lançar novo vídeo promocional para Hot Sauce Committee Part Two, desta vez a ilustrar Don’t Play No Game That I Can’t Win, a faixa do álbum com Santigold.

Como já começa a ser habitual com tudo à volta deste álbum, o ultimo vídeo é épico em ideias e escala, ainda que seja a de um bonequinho de acção.

Realizado por Spike Lee, Don’t Play No Game That I Can’t Win é Chuck Norris com melhor música e melhores actores, uma odisseia de barba rija filmada num estúdio que não deve ser maior que a tua sala. Confere a sua versão longa, já aqui.

“- We’re good. Thanks Yeti.”