Janelle Monáe ao vivo no Tivoli (não é uma review, é um desabafo)

Não tenho por hábito fazer reviews de concertos. Nem de concertos nem de álbuns ou obras artísticas de qualquer espécie, por mais forte que seja a minha opinião sobre elas. Isto porque escrever (bem) sobre arte é quase uma arte em si mesmo, que deve ser deixada para os experimentados.

É por isso que não vou fazer aqui review do MAGISTRAL concerto dado ontem por Janelle Monáe no Teatro Tivoli, incluído no festival Super Bock em Stock 2010. Vou limitar-me a colocar palavras fortes em allcaps e esperar conseguir passar a boa nova.

Janelle Monáe mantém uma estrutura de espectáculo mais ou menos semelhante, desde o inicio da longuíssima tour. Gestos e poses ensaiados à exaustão, respiração e alcance de voz treinados a uma perfeição de respeito. A minha companhia no concerto sublinhou mesmo uma certa precisão alemã, inspirada pela ausência de conversação com o público e intensa concentração.

Curiosamente, e como prova acabada de um profissionalismo louvável, toda esta precisão e treino visa a recriação, of all things, duma ideia de caos delirante das festas jazz americanas dos anos 50 em que a musica era alta, os passos alucinantes, o estilo impecável. E durante aqueles mais que escassos 75 minutos, Janelle trouxe-nos esse mundo por encomenda com a ajuda de uma voz brilhante, duma banda absolutamente excepcional e duma noção de estilo que ultrapassa em graça e propósito muitos dos vários espectáculos de grande s nomes cujos bilhetes ultrapassam a fasquia dos 50euros.

Janelle Monáe e sua banda deram ontem o espectáculo do ano para uma sala mais que lotada (claramente pequena demais até para o evento anterior, duns eléctricos Batida),  que esperemos que justifique um regresso em próxima digressão. Dito isto, confesso não ansiar por um regresso assim tão para breve, isto porque um concerto desta artista parece funcionar como um bom filme no cinema: pode ser excepcional, mas só vale a pena ver outra vez se quisermos mesmo ver tudo outra vez.

Entretanto, recebi agora mesmo um sms a sugerir-me rever o A Rede Social.

Não foi uma review, foi um desabafo. Amanhã terão links aqui para as verdadeiras reviews, do Sound + Vision e Bodyspace.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s